RELATÓRIOS DE TRÁFEGO, MAIO DE 2019

O tráfego de passageiros das linhas aéreas da América Latina e do Caribe cresceu 4,8% em maio de 2019

Caros leitores,

Durante o mês de maio, as companhias aéreas da região transportaram 1,14 milhões de passageiros adicionais, atingindo um crescimento de 4,8% em relação a maio de 2018.

A metade correspondeu a passageiros adicionais no mercado doméstico do México, que movimentou um total de 4,7 milhões de passageiros para um crescimento percentual de 13% em relação a maio de 2018. 

A Argentina foi o mercado doméstico de maior crescimento percentual, com um aumento de 22% em passageiros transportados, enquanto que o Brasil, o maior mercado da região, apresentou um decrescimento de 1,12%, equivalente a 80.000 passageiros menos que em maio de 2018 devido em grande parte ao fato de que a Avianca Brasil parou de operar cerca de 5.000 vôos em maio.

O tráfego internacional interregional mostrou um leve decrescimento pelo terceiro mês consecutivo (-0,5%), impulsionado principalmente pela diminuição do tráfego entre Argentina-Chile, Argentina-Peru e Argentina-Brasil. Ao todo foram operados 42.117 voos internacionais interregionais durante o mês de maio, 255 a menos que em maio de 2018.

O tráfego extrarregional cresceu 6,8%, impulsionado pelo crescimento do tráfego para a Europa (+21,6%). O crescimento a partir de e para a Europa foi liderado pela LATAM Airlines, que operou 188 voos adicionais entre a região e a Europa; 57 desses  voos adicionais foram os operados entre São Paulo e Lisboa, rota inaugurada em setembro de 2018. Por parte da LATAM também destacou-se o aumento de voos a partir e para a Itália (46 voos adicionais) e França (20 voos adicionais).
A Aeroméxico também teve um crescimento importante, operando 78 voos adicionais entre o México e a Europa, destacando o aumento de voos para a Espanha (48 voos adicionais).  

Entre janeiro e maio de 2019, as companhias aéreas da região transportam 352.000 passageiros adicionais a partir e para a Europa, o equivalente a um crescimento de 20%, o que converte o mercado LAC e Europa em um dos mercados internacionais de maior dinamismo a nível global. 

Nossos mercados estão enfrentando desafios importantes, no entanto os números demonstram o quão resiliente é a indústria aérea e o crescente número de pessoas que procuram usar o transporte aéreo na região.

Desejo a todos uma boa leitura,

Luis Felipe de Oliveira


Panamá, 8 de julho de 2019 – A Associação Latino-Americana e do Caribe de Transporte Aéreo (ALTA) informa que as companhias aéreas da América Latina e do Caribe transportaram 24,7milhões de passageiros em maio, o que representa um aumento de 4,8% em relação ao ano anterior (ver tabela 1).

O tráfego (RPK) cresceu 4,4% e a capacidade (ASK) aumentou 3,6%, tendo o fator de ocupação alcançado 81,1%, o equivalente a 0,6 pontos percentuais a mais que em maio de 2018.

Tráfego a partir e para a América Latina e o Caribe

As companhias aéreas da América Latina e do Caribe transportaram 2,6 milhões de passageiros a partir e para a região em maio, o que representa uma umento de 6,8% em relação a 2018 (ver tabela 2).

O tráfego (RPK) cresceu 7,1% e a capacidade (ASK) cresceu 5,3%, com o que o fator de ocupação alcançou 83,6%.

Tráfego Doméstico

As companhias aéreas da América Latina e do Caribe transportaram 18,6 milhões de passageiros domésticos em maio, o que representa um aumento de 5,7% em relação a 2018 (ver tabela 2). O tráfego (RPK) cresceu 5,3% e a capacidade (ASK) cresceu 5,5%, tendo o fator de ocupação alcançado 79%.

Tráfego Internacional

As companhias aéreas da América Latina e do Caribe transportaram 6,1 milhões de passageiros internacionais em maio, dos quais 3,5 milhões foram passageiros internacionais dentro da região e 2,6 milhões fora da região. Argentina-Brasil foi o mercado interregional mais importante enquanto que México-EUA foi o mercado extrarregional mais importante.

Glossário
RPK (Revenue Passenger Kilometers) quantidade de passageiros pagos transportados multiplicado pela distância percorrida | ASK (Available Seat Kilometers) quantidade de assentos disponíveis para venda multiplicado pela distância percorrida | PLF fator de ocupação. se obtém dividendo os RPK pelos ASK | FTK (Freight Tonne Kilometers) quantidade de toneladas de carga transportadas multiplicada pela distância percorrida

Sobre a ALTA
ALTA é uma associação privada sem fins lucrativos ao serviço da indústria aérea cujo objetivo é desenvolver uma aviação mais segura, eficiente e sustentável na América Latina e no Caribe. A ALTA coordena esforços colaborativos ao longo de toda a cadeia de valor maximizando o impacto que tem a aviação no crescimento econômico e social da região para o benefício da indústria, as nações e as populações servidas pelo transporte aéreo.
www.alta.aero 

LINHAS AEREAS MEMBRO | MEMBROS ASSOCIADOS | MEMBROS AFILIADOS
Siga as notícias da ALTA no Twitter @ALTA_aero e no LinkedIn

 Contacto: Nicole Lorca (nlorca@alta.aero) & Juan Sarmiento (jsarmiento@alta.aero)

PRÓXIMAS CONFERÊNCIAS

ASSINE O NOSS BOLETIM

Associação Latino-Americana e do Caribe de Transporte Aéreo

Torre Financial Park, oficina 23G,
Costa del Este, Panamá
+507 381 9061/9062/9063

Siga-nos
Aliados na Imprensa