ALTA comemora o sucesso do primeiro ano do hub de fortaleza

Mais de um milhão de novos passageiros e mais de 7 mil novos voos domésticos e internacionais fizeram da capital cearense um importante polo de conexões

Panamá, 3 de maio de 2019 – Um ano depois do início das operações do hub aéreo de Fortaleza, com novos voos diretos do Aeroporto Internacional Pinto Martins para destinos na Europa, América do Norte e América Central, operados pelas companhias aéreas Air France, KLM, Copa Airlines e GOL, a capital cearense se tornou um importante polo doméstico de conexões e porta de entrada de estrangeiros no Brasil.

De acordo com informações da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e de OAG e Amadeus (empresas de inteligencia de dados sobre viagens e transporte aéreo), no período de 10 meses, entre maio de 2018 e março de 2019, o aeroporto de Fortaleza recebeu no total 6,4 milhões de passageiros, sendo 1,02 milhões de passageiros adicionais em comparação ao período anterior, de maio de 2017 a março de 2018, o que representou um crescimento de 19,3%.

Entre os passageiros adicionais, 800 mil viajaram para destinos no país e 202 mil, para fora do Brasil. O aumento da demanda gerou 7.165 voos adicionais, sendo 5.605 domésticos e 1.558 internacionais. Três novas companhias aéreas iniciaram suas operações no aeroporto da capital cearense e 5 novas rotas foram abertas: 4 internacionais (Fortaleza – Paris, Fortaleza – Amsterdam, Fortaleza – Cidade do Panamá, e Fortaleza – Orlando) e 1 doméstica (Fortaleza – Vitória).

As três rotas domésticas de maior movimento durante o período entre maio de 2018 e março de 2019, com número total de voos operados, foram Fortaleza – São Paulo (10.000 voos), Fortaleza – Recife (6.000 voos) e Fortaleza – Brasília (4.000 voos). Entre as rotas internacionais, as 3 de maior movimento, com número total de voos operados, foram Fortaleza – Lisboa (600 voos), Fortaleza – Miami (400 voos) e Fortaleza – Orlando (300 voos).

O Aeroporto Internacional Pinto Martins se tornou um expressivo ponto de conexão por onde circularam mais de 30.000 passageiros em voos internacionais e mais de 50.000 em voos domésticos. As principais rotas domésticas, em número total de passageiros, com conexão na capital cearense, foram Recife – São Luiz (7.000 passageiros), Recife – Teresina (4.000 passageiros) e Salvador – São Luiz (3.000 passageiros). Nos voos internacionais, as rotas com conexão em Fortaleza que tiveram maior movimento, em número total de passageiros, foram São Paulo – Orlando (3.000 passageiros), São Paulo – Miami (2.000 passageiros) e Miami – Salvador (1.500 passageiros).

“O Brasil tem um mercado de 117,3 milhões de passageiros e Fortaleza tem conseguido captar parte deste volume. Mas é importante lembrar que há um mercado externo potencialmente grande para o Brasil também e que pode ter Fortaleza como um destino atrativo”, ressalta Luis Felipe de Oliveira, diretor-executivo da ALTA. Oliveira chama atenção para o fato de que o fim da obrigatoriedade do visto de entrada no Brasil para cidadãos de EUA, Canadá, Japão e Austrália pode proporcionar ao país a abertura para um mercado ainda ainda não explorado. “Por enquanto, o movimento de passageiros é mais de brasileiros saindo para o exterior. Com o fim da obrigatoriedade dos vistos de entrada, se Fortaleza conseguir atrair voos sazonais, de turistas que fogem do inverno rigoroso em seus países e que costumam tirar férias no Caribe, é possível mudar este fluxo. Se pensarmos nos turistas apenas do norte das Américas (EUA e

Canadá), estamos falando de 600 milhões de pessoas que podem ser novos passageiros internacionais do Brasil”.

Sobre a ALTA
ALTA é uma associação privada sem fins lucrativos ao serviço da indústria aérea cujo objetivo é desenvolver uma aviação mais segura, eficiente e sustentável na América Latina e no Caribe. A ALTA coordena esforços colaborativos ao longo de toda a cadeia de valor maximizando o impacto que tem a aviação no crescimento econômico e social da região para o benefício da indústria, das nações e da população servidas pelo transporte aéreo.

www.alta.aero

LINHAS AÉREAS MEMBRO | MEMBROS ASSOCIADOS | MEMBROS AFILIADOS
Siga as notícias da ALTA no Twitter @ALTA_aero e no LinkedIn

Contacto com os meios:
Nicole Lorca
+507 6113 7040
nlorca@alta.aero

PRÓXIMAS CONFERENCIAS

SUSCRÍBETE A NUESTRO BOLETÍN QUINCENAL

Associação Latino-Americana e do Caribe de Transporte Aéreo

Torre Financial Park, oficina 23G,
Costa del Este, Panamá
+507 381 9061/9062/9063

Siga-nos
Aliados na Imprensa